Para navegar e colaborar

O Mapa dos Graffitis – www.mapadosgraffitis.org –  é uma plataforma colaborativa de compartilhamento de experiências associadas à prática de escrita urbana. Nele você vai encontrar fotos, entrevistas, vídeos e diversos diálogos públicos que se desenrolam pelas ruas da cidade.

O material foi coletado desde 2005, a partir do trabalho com o grupo Cartografias Urbanas, da UFMG, e ao experimentá-lo, compomos diferentes mapas da comunicação urbana, acessando a memória individual e coletiva sobre BH.  Desde que foi lançado online, no início de agosto de 2013, já agrega nove novos colaboradores.

No mapa estão postadas as entrevistas que foram realizadas com grafiteiros, grafiteiras, artistas e interventores urbanos de Belo Horizonte. As conversas aconteceram de janeiro à abril de 2013 com 42 cidadãos de Belo Horizonte que acreditam na potência comunicativa da rua. Expressam-se pelos muros, viadutos, pontes, tapumes e painéis, e também ocupam os espaços da internet, ampliando suas capacidades de articulação.

Os registros dos diálogos públicos visibilizam situações comunicativas que acompanhamos fotografando durante algum tempo na cidade, desenroladas em espaços e contextos específicos.   As fotos e vídeos, indicadas pelos balões verdes, assim como as outras formas de registro, podem se tornar ampliadas pela colaboração de quem quiser, a partir de um envio de email como roteirizado no site, em Colabore.

Image

Por meio da navegação no Mapa uma outra cidade nos é revelada, espaço apropriado por diversas formas de pensar e fazer o graffiti, sempre com a consciência de que é comunicação urbana e pública. A plataforma na internet funciona por meio de um instalador desenvolvido pela equipe do Mapas de Vista (http://mapasdevista.com.br/), ferramenta que geo-referencia as postagens realizadas no wordpress.

Image

A primeira etapa do projeto foi realizada com a participação de artistas e grafiteiros que fazem parte de coletivos que nossos olhos já lêem pelas ruas de Belo Horizonte como  4e25, Palavras em Cantos, Ingraffiti, Rupestre Crew, Ctor-9, Minas de Minas, Real Vandal Graffiti, Eternos e Família de Rua. Nela, contamos com o apoio do Fundo de Projetos Culturais da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte. Estamos pensando projetos para ampliação das cidades em que podemos desenvolver o trabalho junto aos muito parceiros que já agregamos! Que seja pra logo!

Abaixo, seguem dois links de duas entrevistas:

http://www.ciseco.org.br/index.php/noticias/entrevistas/174-milene-migliano-entrevista

http://www.revistamarimbondo.com.br/mais/2013/08/07/escritas-da-cidade-no-ar/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s